Os melhores fundos para investir de R$ 10 a R$ 1 mil



Carteira: lista se baseou em uma amostra de mil fundos (SOPA Images/Getty Images) São Paulo – Há 20 anos a EXAME publica anualmente o Guia de Fundos, em parceria com a FGV. O ranking é composto por mil fundos de investimento. Mas quantos deles são acessíveis ao pequeno investidor Se considerarmos fundos com aplicação mínima inicial igual ou inferior a mil reais, e que ganharam a classificação de três a cinco estrelas em 2019, apenas 35. Segundo William Eid, professor do Centro de Finanças da FGV e coordenador do guia, o número de fundos destinados ao varejo vem diminuindo. “Hoje os fundos para o varejo e clientes de alta renda representam apenas 14% do total. Há dois anos, eram 16%. A indústria precisa olhar para isso, pois estão perdendo a oportunidade de ampliar receitas”. Veja também REVISTA EXAMEOnde Investir 2020 Os melhores fundos de investimento query_builder 16 jan 2020 – 10h01 A classificação dos fundos por estrelas se baseia no desempenho nos últimos doze meses encerrado no dia 30 de setembro de 2019. Em geral, esses fundos também costumam dar bons retornos em três anos, informação que também foi incluída na tabela. “O pequeno investidor tem mania de investir em fundos que estão indo bem apenas nos últimos meses. Mas ele pode ter dado certo apenas nesse período. O indicado é sempre olhar um período maior de tempo, para verificar se o resultado é consistente”, conclui Eid. Os melhores fundos foram analisados conforme o risco e retorno de sua categoria e são, em síntese, bons em prever mudanças na economia e acertam na escolha de ativos incluídos na carteira. Veja abaixo a lista dos fundos mais acessíveis do Guia EXAME/FGV: DI e Curto Prazo Nome do Fundo Estrelas (12 meses) Retorno em 12 meses até 30/09/2019 (R$) Retorno em 36 meses até  30/09/2019 (R$) Taxa administração máxima (% ao ano) Aplicação Inicial (R$) XP REF FI RF REF DI CRED PRIV ***** 6,23 26,50 0,400 500 BRADESCO FI RF REF DI FEDERAL EXTRA ***** 6,08 25,90 0,150 0 BRADESCO FC FI RF REF DI VIP ***** 6,02 nd 0,300 100 BRADESCO FC FI RF REF DI SUPREMO **** 5,81 nd 0,500 500 BRADESCO H FC FI RF REF DI LP AMBAR *** 5,74 24,92 0,400 1.000 BB RF REF DI LP MEGA FC FI *** 5,73 24,59 0,500 100 BB RF REF DI LP CLASSE 200 FC *** 5,26 23,29 1,000 200 BB RF REF DI LP 30 MIL FC *** 5,27 23,33 1,000 1.000 Renda Fixa Nome do Fundo Estrelas (12 meses) Retorno em 12 meses até 30/09/2019 (R$) Retorno em 36 meses até 30/09/2019 (R$) Taxa de administração máxima (% ao ano) Depósito Inicial (R$) BRADESCO FI RF CRED PRIV LP PERFORMANCE ***** 6,23 26,98 0,400 500 ITAU RF SIMPLES FICFI ***** 4,96 19,74 2,200 50 BB RF LP 30 MIL FICFI **** 5,35 23,54 1,000 1.000 CAIXA FI RF SIMPLES LP **** 4,72 21,07 1,500 50 CAIXA FIC SOBERANO RF LP **** 4,66 20,91 1,500 50 BB RF LP INDICE DE PRECO FC *** 29,49 49,11 1,500 1.000 VALORA ABSOLUTE FI RF CRED PRIV LP *** 6,80 28,75 0,800 1.000 CAIXA FIC CLASSICO RF LP *** 4,88 21,55 1,400 100 CAIXA FIC IDEAL RF LP *** 4,79 21,24 1,500 50 Multimercados Nome do Fundo Estrelas (12 meses) Retorno em 12 meses até  30/09/2019 (R$) Retorno em 36 meses até 30/09/2019 (R$) Taxa de administração máxima (% ao ano) Depósito Inicial (R$) ORAMA DEBENTURES INC CRED PRIV FI MULT ***** 17,53 nd 1,000 1.000 RB CAPITAL VITORIA DEB INC FC FI MULT CRED ***** 7,49 nd 1,000 100 BRADESCO FC FI MULT ALOCACAO ARROJADA **** 9,73 36,15 1,000 1.000 BRADESCO FC FI MULT ALOCACAO DINAMICA **** 8,91 32,76 1,000 1.000 BRASIL PLURAL DE IN 45 CRED PRIV FC FI MULT **** 8,23 29,46 1,100 100 BB MULT LP MACRO 200 FC FI *** 11,74 29,63 1,500 200 BRADESCO FC FI MULT ALOCACAO MODERADA *** 8,11 26,22 1,000 1.000 Ações Nome do Fundo Estrelas (12 meses) Retorno em 12 meses até 30/09/2019 (R$) Retorno em 36 meses até 30/09/2019 (R$) Taxa de administração máxima (% ao ano) Depósito Inicial (R$) BB ACOES ENERGIA FI ***** 75,71 93,68 2,000 200 CAIXA FIA INFRAESTRUTURA **** 69,55 81,92 2,000 1.000 BB ACOES TECNOLOGIA FI **** 57,90 77,30 2,000 200 CAIXA FIA CONSUMO **** 52,49 50,59 1,600 10 BB ACOES IBOVESPA INDEXADO FC FI **** 29,11 67,65 2,500 200 BB ACOES CONSUMO FC FI *** 52,31 49,53 2,000 200 CAIXA FIA SMALL CAPS ATIVO *** 51,57 97,79 1,500 100 BB ACOES SMALL CAPS FC FI *** 51,52 87,93 3,000 200 BB ACOES SETOR FINANCEIRO FC FI *** 48,94 90,17 2,000 200 CAIXA FIA DIVIDENDOS *** 44,48 57,71 1,500 1.000 BB ACOES IBRX INDEXADO FC FI *** 31,21 69,16 2,500 200 O único fundo que cobra taxa de performance da lista é o Bradesco Crédito Privado LP Performance, de renda fixa, e o Órama Debêntures Crédito Privado, da classe de multimercado. Ambos os fundos cobram 20% sobre o que exceder o índice de referência. Já os que permitem investir até 20% do patrimônio no exterior são: Bradesco DI Vip, o Bradesco DI Supremo, o Bradesco Multimercado Alocação Arrojada, Bradesco Multimercado Alocação Dinâmica, BB Multimercado Macro 200, Bradesco Multimercado Alocação Moderada e BB Ações Tecnologia. Em todos eles a movimentação mínima permitida é igual ou inferior a 200 reais. A única exceção é o fundo Órama Debêntures, na qual somente é permitido movimentar, no mínimo, um valor de 1 mil reais. Metodologia Para fazer parte do guia o fundo deve: Fazer parte da base de dados Anbima com no mínimo 12 meses de dados diários Não ser fundo de previdência, off shore, FGTS, de privatização, Fundos Fechados de Ações, PIBB, ETF ou de capital garantido. Não ser fundo automático ou que tenha programa de prêmios. Ser aberto à captação. Pretendemos que apenas fundos abertos à captação estejam no guia, então uma checagem rigorosa é conduzida. O fundo tem que constar como aberto no SIANBIMA em pelo menos 3/4 do período da amostra, além de estar aberto nos últimos 6 meses do período da amostra. Estar entre os 70% maiores fundos em patrimônio líquido das categorias FGV/Exame Ações Ativo e Indexado e Multi e entre os 80% maiores fundos em Patrimônio Líquido nas categorias FGV/Exame Renda Fixa e DI e Curto Prazo (Money Market). Para este e outros cálculos será utilizado o PL na data do fechamento do guia, 30/09/2019 Ter na data de fechamento do guia patrimônio líquido igual ou superior a R$ 5 milhões Por razões editoriais o Guia Exame deve ter 1000 fundos, assim após as duas análises anteriores retiramos os fundos com 1 estrela e de menor Patrimônio Líquido, de tal forma a obtermos uma amostra com essa quantidade de fundos. Não ter concomitantemente taxa de administração e de performance iguais a zero. Não ser fundo mãe ou Master. Ou seja, um fundo destinado apenas a aplicação de FICs. Não ser fundo espelho, fundo de investimento em cotas criado por uma instituição para distribuir Fundo de Investimento de outra. Ter mais que 5 cotistas. Não apresentar variação em seus principais parâmetros que seja considerada excessiva pelo Comitê GVCEF/Exame. A variação excessiva será definida ad hoc pelo comitê GVCEF/Exame do Guia de Fundos. Veja a metodologia completa

Fonte: Exame




Comente







Posts Relacionados