Foto: Divulgação/Netflix / Pipoca Moderna O executivo Ted Sarandos, co-CEO da Netflix, foi eleito presidente do conselho de curadores do Museu da Academia de Cinema dos EUA. saiba mais Vanusa é transferida para a UTI após problemas respiratórios Renata Banhara sobre doença: “Me roubaram de várias formas” Campanha “eu quero veteranos na TV” viraliza após dispensa de Glória Menezes e Tarcísio Meira Gisele Bündchen desabafa sobre crises de pânico Ainda em fase de construção, o museu deve ser aberto em abril de 2021 em Los Angeles, pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, tornando-se a primeira instituição do tipo nos EUA. “Ao crescer como amante do cinema, sempre desejei ter um lugar como o Museu da Academia – um lugar onde pudesse me perder na magia do cinema”, disse Sarandos em comunicado. “Me sinto honrado e inspirado em servir como presidente, ao lado do magnífico conselho de curadores e da equipe do museu, enquanto trabalhamos para nossa inauguração em abril de 2021”. A ironia não pode ser perdida de vista. O principal executivo da empresa que um dia foi vista como intrusa e sem lugar na Academia agora é presidente do maior empreendimento dessa mesma instituição. O conselho de curadores também contará com a produtora Miky Lee (de “Parasita”), eleita vice-presidente, e James Gianopulos, CEO da Paramount, eleito tesoureiro. Veja também: Carol Francischini treina na varanda de sua casa assistir Carol Francischini treina na varanda de sua casa Pipoca Moderna 0 comentários

Fonte: Terra




Comente







Posts Relacionados