Reinaldo Azambuja destaca atuação da bancada federal para garantir a recuperação da BR-267



Porto Murtinho (MS) O governador Reinaldo Azambuja destacou, durante sua visita de dois dias a Porto Murtinho para o lançamento oficial da licitação do projeto executivo da ponte de concreto sobre o Rio Paraguai, o empenho da bancada federal para garantir os recursos financeiros para a recuperação da rodovia BR-267, que se encontra em condições precárias no trecho a partir de Jardim até a fronteira com o Paraguai. A viabilização da verba (R$ 20 milhões) foi possível com a atuação da bancada, liderada pelo senador Nelsinho Trad, que priorizou a obra e remanejou o dinheiro que estava sendo direcionado para outro projeto de infraestrutura no Estado. A manutenção da rodovia foi anunciado pelo governador e será iniciado até o fim deste mês, conforme ordem de serviço dada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O atual superintendente do órgão federal em Mato Grosso do Sul, Euro Nunes Varanis Junior, que também esteve em Porto Murtinho, informou que a obra licitada compreende o trecho de 206 km entre Jardim e o município fronteiriço. O aumento do fluxo de caminhões com cargas para o porto em Murtinho, nos últimos anos, deteriorou a pista, que apresenta trechos de risco devido ao tamanho e extensão dos buracos. Trecho parcialmente interditado na rodovia, próximo a cidade de Porto Murtinho: risco de acidentes Conforme o superintendente, o Dnit já encomendou projeto de restauração da rodovia, para o próximo ano, considerando a abertura de um novo porto no município, em abril de 2020, e a estimativa de um aumento expressivo de veículos pesados trafegando no trecho. A trafegabilidade na BR-267, segundo o governador Reinaldo Azambuja, é fundamental para garantir uma logística de qualidade para comportar o movimento de cargas na região. Obras de infraestrutura Além da recuperação da BR-267, Porto Murtinho será beneficiado com importantes obras de infraestrutura urbana na área de transporte para dar suporte aos portos que serão construídos na margem esquerda do Rio Paraguai, tirando o tráfego pesado do centro da cidade, e no acesso da rodovia com a ponte de concreto a ser construída pela Itaipu Paraguai entre o município e Carmelo Peralta (Paraguai). Os investimentos somam R$ 170 milhões. Jaime Verruck, engenheiro Pánfilo Benitez (Itaipu Paraguai) e Euro Nunes, superintendente regional do Dnit Para atender aos novos terminais fluviais, o Governo do Estado construirá um contorno de 7,2 km, contornando o dique de proteção de enchentes da cidade, desde a BR-267. O governador Reinaldo Azambuja, acompanhado do secretário estadual Jaime Verruck, da Semagro (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), apresentou o anteprojeto do contorno aos empresários e autoridades fronteiriças. Por meio de articulação também da bancada federal, foram garantidos recursos no PPA (Plano Plurianual), no valor de R$ 139 milhões, para construir o acesso de 11,6 km da BR-267 a ponte sobre o Rio Paraguai. O secretário Jaime Verruck explicou que se trata de uma obra complexa devido às condições do solo, inundável durante as cheias do rio. O projeto do Dnit prevê a construção de pontes de vazão e uma rotatória na 267. Texto: Sílvio de Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom) Fotos: Chico Ribeiro

Fonte: Governo do Estado do MS




Comente







Posts Relacionados