Daimler pode ter fraudado testes de emissões a exemplo do escândalo da VW



(Shutterstock) Leia também: BMW vai apresentar nova geração do SUV X4 em março; veja fotos Mercedes-Benz apresenta nova geração do Classe A; veja fotos Projeto prevê proibição da circulação de veículos a diesel em São Paulo SÃO PAULO Em caso semelhante ao que ocorreu com a VW, a Daimler pode ter usado software para fraudar testes de emissões de poluentes nos EUA, disse o jornal alemão Bild am Sonntag neste domingo. A fabricante de carros da Mercedes-Benz e BMW está sendo investigada neste momento no país norte-americano. Documentos obtidos pelo jornal mostraram que o software suspeito desligava o sistema de limpeza de emissões após 26 quilômetros de tráfego do veículo, por exemplo. Também indicava se o carro estava sendo testado com base em padrões de velocidade ou aceleração, permitindo fraudar resultados. Além da descoberta do software, o jornal teve acesso a e-mails de engenheiros da Daimler questionando a legalidade dessa tecnologia. As investigações, levadas a cabo tanto por autoridades alemãs como norte-americanas, podem levar a graves penalidades e recalls de veículos. Contatada pela Reuters, a montadora disse que o conteúdo publicado pelo jornal alemão foi selecionado para prejudicar a empresa e se recusou a comentá-lo. Também afirmou estar trabalhando com as autoridades nas investigações e disse que nenhuma queixa foi registrada.   Quer investir melhor o seu dinheiro Abra uma conta na XP.

Fonte: InfoMoney




Comente







Posts Relacionados