Alunos da Emei Tia Eva recebem brinquedos pedagógicos produzidos por detentos



Campo Grande, 08/10/2019 às 16:27 Os brinquedos pedagógicos em madeira e crochê confeccionados por detentos da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, por meio de parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Agepen (Agência Estadual do Sistrema Penitenciário), irão contemplar 170 alunos da Emei Tia Eva, localizada no Jardim Seminário. Esta é a sexta unidade escolar a receber os brinquedos.A entrega das 45 peças aconteceu na tarde desta terça-feira (8) e contou com a presença da secretária-adjunta de Educação, Soraia Campos, do diretor-presidente da Agepen, Audi  de Oliveira Chaves, profissionais da Semed e comunidade escolar.A proposta do projeto é estimular o aprendizado das crianças que frequentam as Escolas de Educação Infantil  da Rede Municipal de Ensino (Reme).A secretária-adjunta, Soraia Campos, destacou a parceria com a Agepen e falou sobre a importância da socialização dos detentos. Estes brinquedos foram feitos por pessoas que demonstram, por meio deste projeto, que também podem contribuir com a sociedade, trazendo alegria e ajudando na aprendizagem dessas crianças, disse.ContribuiçãoDe acordo com um dos idealizadores do projeto, Felipe Augusto da Costa Souza, que desenvolveu o projeto junto ao agente penitenciário Vinícius Saraiva de Oliveira, os carrinhos, bonecos, bolas e jogos educativos são recursos necessários na construção da identidade, da autonomia infantil e das diferentes linguagens das crianças.Diferente dos brinquedos comprados nas lojas, os brinquedos confeccionados no presídio tem maior durabilidade por conta da madeira e do crochê, tendo como aspecto relevante à sustentabilidade, já que são feitos com sobras de madeira da marcenaria da unidade penal, explicou. Para preencher o miolo da peça em crochê são usados sacos plásticos, que poderiam acabar sendo descartados no meio ambiente.O diretor-presidente da Agepen lembrou que a parceria com a Semed vai além da produção de brinquedos pedagógicos. Temos também a confecção dos parquinhos de pneus, que já contemplaram várias Emei’s. Tudo isso é uma pequena amostra do que aqueles que estão privados de liberdade podem contribuir com o Estado. É mais do que justo ajudarmos na formação dos futuros adultos que também irão contribuir com nosso país, pontuou.Os brinquedos são mais uma ferramenta de auxílio para trabalharmos o processo de aprendizagem das crianças, frisou a diretora da unidade, Cleidevania Maria Socorro Oliveira ChagasMãe de Emanuel, 5 anos, aluno do Pré, a auxiliar de limpeza  Maria das Dores Gomes de Oliveira, falou sobre a importância dos brinquedos pedagógicos. Sei que vai ajudar muito no ensino. Fiquei satisfeita só de ver a alegria deles recebendo, concluiu.

Fonte: Capital MS




Comente







Posts Relacionados