Prefeitura garante R$ 11,9 milhões para 10 km de recapeamento e pavimentação no Tarumã e Jardim Noroeste



Campo Grande, 30/12/2019 às 16:03 A Prefeitura de Campo Grande assinou convênios com a Caixa Econômica Federal nesta segunda-feira (30) assegurando a liberação de R$ 11,9 milhões em recursos da União, a fundo perdido (sem custo para o município), que vão garantir a execução de 10  quilômetros de recapeamento, além de obras de drenagem e pavimentação nos bairros Jardim Noroeste e Tarumã (onde serão investidos R$ 500 mil). O dinheiro foi empenhado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio de emendas parlamentares. As próximas etapas serão a apresentação dos projetos de engenharia e orçamentário, abertura de licitação e início das obras, o que deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2020.No Jardim Noroeste, onde serão investidos R$ 5,6 milhões, está programada a primeira intervenção destinada a resolver os problemas de erosão e alagamento da Chácara dos Poderes, impactada  pela enxurrada que desce do bairro, percorrendo os 170 quilômetros de sua extensa viária. Asfaltar todo o Noroeste de imediato neste momento é inviável,  em função do alto custo, especialmente com drenagem, explica o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad.  Foram definidas nesta etapa cinco ruas (Urupês, NS-1, EW-1,  EW-2, NE-2 e SE-1), onde o sistema de drenagem  evitará que toda a enxurrada desemboque na Chácara dos Poderes, destruindo as vias de circulação e praticamente matando assoreado o Córrego.Já outra parcela de recursos, R$ 5.830.920,14, destinada a recapeamento, vai complementar outras duas frentes que serão iniciadas em 2020. “Uma de 25 km, em fase de licitação, orçada em R$ 18 milhões, recursos de um financiamento contratado junto à Caixa Econômica Federal (o Finisa). A outra frente, de R$ 21,5 milhões, também recursos de emenda parlamentar, vai recuperar o pavimento de mais 35 quilômetros de vias. No total, serão feitos 70 quilômetros, um investimento total de R$ 45,3 milhões”, explica o secretário municipal de Infraestutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese.O planejamento deste lote de recapeamento de 10 km, complementa a frente de serviços que terá recursos do Finisa. Na região do Lagoa, por exemplo, onde a intervenção abrangerá 4,5 km, 1 km será feito na Avenida Lúdio Coelho (trecho entre a Avenida Roseira e a Rua Bandeira), região do Bairro Buriti.  Os 3,5 km, abrangerão: 1,5 km da Rua  Lúcia Martins Coelho (ligação do conjunto Ouro Verde com a Avenida Gunter Hans) e 2 km de acesso ao conjunto Coophavila 2  pelo Bairro Jardim Tijuca. Receberá  asfalto a Rua Fátima do Sul  e o seu prolongamento, a partir da Rua Pedro Gomes, a Rua Península.Na programação de obras do Finisa serão recapeadas as ruas Manoel Joaquim de Moraes (que começa no Jardim Leblon, no trevo com a Albert Sabin e se estende por 1,7 km ) e a Rua Souto Maior (mais 1,6 km), sua denominação a partir da Avenida Panambi Vera. A Souto Maior passa a se chamar Fátima do Sul a partir do cruzamento com a Rua Pará.Na região do Anhanduizinho, serão 3,2 km de recapeamento em duas ruas, a Bonsucesso (que liga a Avenida Ernesto Geisel com o Jockey Club pela Vila Marcos Roberto) e a Rua Barra Mansa, que corta todo o Bairro Guanandi, a partir da Avenida Manoel da Costa Lima. No Bandeira, serão feitos 2,3 km, sendo três ruas no Conjunto Maria Aparecida Pedrossian (Orlando Daros,Manoel  de Oliveira Gomes e Manoel  de Oliveira Gomes). A Avenida Três Barras,  terá 1,1 km (entre as rotatórias  da José Nogueira e Avenida Gabriel Del Pino).  O trecho inicial, da Zahran  até a rotatória com a José Nogueira, será feito no planejamento do Finisa.

Fonte: Capital MS




Comente







Posts Relacionados