Câmara começa a analisar projeto de implantação de corredores de ônibus na Capital



Está na Câmara Municipal de Campo Grande o projeto de lei da Prefeitura que pede R$ 96 milhões para implantação de corredores do transporte coletivo. Após a análise dos vereadores, o projeto deve ir para votação, e, se aprovado, será submetido à Caixa Econômica Federal.

O presidente da Casa de Leis municipal, vereador João Rocha (PSDB), destacou o recebimento do projeto, e informou que o mesmo deve começar a ser analisado já nesta terça-feira (15).

De acordo com o texto proposto, as obras contemplam a Avenida Cônsul Assaf Trad, com custo de R$ 32 milhões; Avenida Coronel Antonino, R$ 6,7 milhões; Avenida Mato Grosso, R$ 12,6 milhões; Rua Alegrete, R$ 20,8 milhões e Rua 25 de Dezembro, que prevê investimento de R$ 77,6 milhões. Estas são vias correspondem ao corredor norte

No sul, o recurso pleiteado vai para a Rua Rui Barbosa, com custo de R$ 9 milhões e Avenida Costa e Silva, estimado em R$ 17,3 milhões. Também estão relacionados projetos nas vias já citadas que, somadas, totalizam R$ 96 milhões.

No entendimento do município, as obras vão contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população. O recurso é exclusivo para corredores de transporte coletivo e será destinado ao programa Pró-Transporte, Avançar Cidades.

Foto: Divulgação 



Comente







Posts Relacionados