Polícia Civil prende indivíduo que vendia drogas nas proximidades de escola e cumpre mandado de prisão preventiva


- teste

Na manhã desta quarta-feira (9), policiais civis do Setor de Investigações Gerais da Delegacia de Três Lagoas efetuaram a prisão de dois indivíduos envolvidos em crime de tráfico de entorpecentes.

A primeira prisão ocorreu no condomínio Orestinho, numa construção, por volta das 10h, quando os policiais prenderam um homem de 36 anos, em virtude de mandado de prisão preventiva expedido pelo juízo da 3ª Vara Criminal local, pela prática de tráfico e associação ao tráfico de entorpecentes.

No dia 16 de dezembro do ano passado, policiais militares efetuaram diligências que resultaram na apreensão de cerca de 240 kg de maconha e prisão de um comparsa do homem detido, o qual conseguiu fugir e, por isso, teve sua prisão preventiva decretada.

A segunda prisão ocorreu por volta das 11h30 horas, quando policiais do SIG receberam denúncia de que na rua Mizael Garcia Moreira, próximo a um Centro de Educação Infantil, mais precisamente na residência conhecida por “Biqueira do LÉO”, seria um ponto de vendas de drogas.

O morador estaria comercializando entorpecentes em plena via pública, na presença de crianças que frequentam o centro de ensino.

Ante essas informações, os policiais passaram a monitorar o local e, no momento em que um usuário se aproximou do portão e conversava com o investigado, este, ao perceber a aproximação da viatura, correu para dentro de sua casa e tentou dispensou uma porção de maconha com peso aproximado de 77 gramas, bem como uma outra porção de crack com peso aproximado de 8 gramas. Ainda foi apreendida a quantia de R$167,00 em moeda corrente.

Consta, ainda, o jovem de 26 anos, possui diversas passagens pela polícia, sendo que foi preso por tráfico de entorpecentes em agosto do ano passado e se encontra em liberdade desde de fevereiro deste ano.

A pena de tráfico de entorpecentes é de 5 a 15 anos e, no caso do jovem, poderá ter a pena aumentada de um sexto a dois terços, por se tratar de comércio de entorpecentes nas proximidades de escola.

Os dois presos foram encaminhados ao presídio local à disposição da Justiça.

Denúncias poderão ser realizadas através dos telefones 67.3929.1173, 67.3521.4984 ou 67-9.9226.8210(WhatsApp), sendo que será mantido o anonimato do denunciante.




Comente







Posts Relacionados