Guia Lopes e Brilhante serão os primeiros corredores de ônibus a receber estação de pré-embarque


Campo Grande, 14/11/2019 às 10:38 Ainda no primeiro trimestre de 2020 começa a instalação de 5 estações de pré-embarque  nas Ruas Guia Lopes e Brilhante, vias que integram os corredores sudoeste e norte do transporte coletivo, interligação dos terminais Bandeirantes, Aero Rancho, General Osório e Nova Bahia.  Nesta quinta-feira (14), foi publicado no Diogrande o extrato da homologação da concorrência pública vencida pela LT Construções e Comércio, com a proposta de implantar 16 estações ao custo de R$ 831.381,21, desconto de 18,52% (R$ 187.200,56), sobre o preço de referência  fixado em R$ 1.019.581,77. A execução da obra foi disputada por cinco empresas.Serão três estações de 10 metros de comprimento e 13 de 5 metros, com 2,5 metros de cobertura. As estações maiores terão 15 assentos e as menores, seis bancos, além de uma estrutura de concreto onde os usuários também poderão se acomodar.Pelo planejamento da Agência Municipal de Transporte e Trânsito, na Rua Guia Lopes será instalada uma  estação  na esquina com a Rua Paissandu; na Brilhante, as outras quatro, nas esquinas com a  Cyriaco Maymone; Mario Quintanilha; Manoel Proença e Marechal Deodoro.Na Avenida Bandeirantes serão sete estações,  entre as Ruas  Nova Bandeirantes e Campinas ;  entre a Manoel Cavalcante Proença e  a Hermenegildo Pereira; entre as Ruas Sebastião Maluf e a Tenente Antonio João;  entre as Ruas Caiapós e Argemiro Fialho; entre a Avenida Salgado Filho  e a Rua Brilhante e entre as ruas 26 de Agosto e Paissandu.Na Rua Bahia estão programadas quatro  estações, uma delas de 10 metros. Brilhante e Bandeirantes também receberão uma estação de 10 metros. A Rua Bahia é o primeiro braço do corredor norte onde está programado corredor exclusivo de ônibus entre as avenidas Afonso Pena e Coronel Antonino.Junto com as estações, será feita a sinalização vertical e horizontal, além de semáforos, que terá um tempo específico para o corredor do transporte. O objetivo é facilitar o tráfego de ônibus, que hoje tem uma velocidade média de 15 quilômetros por hora.

Fonte: Capital MS




Comente







Posts Relacionados